Dirigentes do São Raimundo são denunciados por empresário

04-06-2011 08:05

Marcos Santos

Depois de uma entrevista dada pelo diretor da Morales Soccer, o argentino Sérgio Morales, a um programa de televisão de Santarém, na tarde de quinta-feira (2), a máscara do dublê de cartola Sandicley Monte caiu.

Por telefone, Morales afirmou categoricamente que tem provas que complicam muita gente dentro da diretoria do São Raimundo. 

Segundo ele, Sandicley Monte e o presidente Rosinaldo do Vale, querem se locupletar do patrimônio do clube e são capazes de fazer qualquer coisa para tirar proveito em nome da instituição. 

Sérgio Morales contou ainda que recebeu das mãos dos cartolas um cheque sem fundo e disse que não aceitou fazer parte de um esquema sugerido pela dupla de espertalhões.

Ele também disse que colocou à disposição do clube 14 jogadores e que Sandicley queria ganhar dinheiro em cima dos atletas. 

Por não compactuar com esse tipo de expediente, Sérgio Morales decidiu desfazer o negócio com Sandicley e Rosinaldo. 

“O São Raimundo é uma caixa preta!”, Sérgio Morales acentuou seu desapontamento com a postura de Sandicley e do próprio presidente Rosinaldo do Vale. 

Segundo o empresário, os cartolas cometem uma série de irregularidade na administração do clube, principalmente relacionada aos direitos trabalhistas dos atletas, pois não assinam a carteira de trabalho dos jogadores e nem cumprem os contratos firmados. “Isso é fraude!”, disse ao repórter.

A entrevista caiu como uma bomba e promete abalar ainda mais os alicerces podres do clube.