Governador pedirá rebaixamento do Linhão de Tucuruí na Calha Norte

04-06-2011 08:38

O governador Simão Jatene, garantiu essa semana que vai se empenhar pessoalmente e articular a bancada paraense no Congresso Nacional para conseguir junto ao Ministério das Minas e Energia e à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) o rebaixamento da tensão elétrica no linhão de Tucuruí, que está sendo construído na margem esquerda do rio Amazonas. O projeto original prevê inicialmente o rebaixamento da alta para a baixa tensão elétrica apenas na cidade de Oriximiná, os demais municípios estão previsto apenas para 2016. 

O projeto original prevê o envio de energia direto para as capitais Manaus e Macapá, deixando os municípios por onde atravessa sem a energia do linhão.

Os municípios da Calha Norte paraense formam juntos a região mais pobre do estado, por falta de infra-estrutura e energia permanente. Grandes empresas têm interesse em investir na região, mas pela falta de energia acabam procurando outros municípios, como o correu com a empresa CalPará que pretendia montar uma fábrica em Monte Alegre.

A empresa Camargo Corrêa tem projeto que prevê investimento de R$ 400 milhões, para montar uma fábrica de cimento em Monte Alegre, mas necessita de energia firme para concretizar o projeto.

Esta semana o prefeito de Monte Alegre, Jardel Vasconcelos e a deputada Josefina Carmo, estiveram em audiência com o governador tratando do assunto de rebaixamento de energia na Calha Norte. Jatene se solidarizou com a deputada e com o prefeito de Monte Alegre e concordou que a região não pode esperar tanto tempo e, por isso, vai mobilizar força política do Estado, em Brasília, para conseguir as mudanças necessárias no projeto original do linhão. (Fonte – José M. Piteira)